< < < PRÓXIMOS FILMES > > >

CINE CAFÉ | Julho/2014

O Cine Café de Julho é composto por clássicos do suspense que marcaram a história do cinema. A mostra traz filmes de diretores consagrados e interpretações marcantes de atores e atrizes. Destaque para o primeiro filme de suspense de Alfred Hitchcock “The Lodger”, ainda na fase do cinema mudo, que será exibido com música ao vivo.


01/07


THE LODGER - O PENSIONISTA (Dir: Alfred Hitchcock, ING, 1927)
Exibição com TRILHA SONORA AO VIVO POR MANCINI TRIO
É o primeiro suspense da carreira do mestre do gênero, Hitchcock. O filme conta a história de injustas suspeitas que recaem sobre um estrangeiro que visita Londres, coincidindo com trágicos assassinatos de mulheres, todas louras. Não foi o seu primeiro filme, mas considerado a sua primeira obra prima britânica. Com The Lodger, Hitchcock, que já filmava intrigas de todo tipo, começou a se encantar pelo gênero de suspense. A exibição terá sonorização ao vivo executada pelo Mancini Trio. Após a exibição, os músicos participarão do bate-papo com o público abordando temas sobre o início da carreira de Alfred Hitchicock e sonorização de filmes silenciosos.






08/07

CORAÇÃO SATÂNICO (Dir: Alan Parker, EUA/ING/CAN, 1987)
O detetive de segunda categoria Harry Angel é contratado por um homem misterioso, para encontrar Johnny Favourite, um desaparecido cantor de blues. Mas o que a princípio parece apenas mais um trabalho normal da vida deste investigador, aos poucos vai se mostrando um verdadeiro inferno. Quanto mais Harry Angel investiga a vida e o passado de Johnny, mais ele mergulha num universo de terríveis acontecimentos. Esta obra prima do terror/suspensa conta com trilha sonora impecável de jazz e blues, direção inspirada de Alan Parker no auge de sua carreira (Fama, O Expresso da Meia Noite, Pink Floyd The Wall) e interpretações marcantes de Robert De Niro, Mickey Rourke e Lisa Bonet.






15/07

AMARGO PESADELO (Dir: John Boorman, 1972)
O Rio Chatooga nos montes Apalaches vai ser represado e com isso todo o um vale será destruído. Quatro amigos, homens extremamente urbanos resolvem fazer uma última aventura descendo as corredeiras do rio, em busca de  emoção e maior contato com a natureza. Porém, a natureza hostil, o despreparo e o contato com a cultura local, os levam para uma aventura inesperada e fora de controle. Uma das grandes obras do cinema americano dos anos 70, que traz a antológica cena do duelo de banjos entre o garoto caipira e o homem da cidade. Elenco encabeçado por Jon Voight e Burt Reynolds.






22/07

SOB O DOMÍNIO DO MEDO (Dir: Sam Packinpah, 1971)
Em busca de uma vida mais tranquila, um tímido matemático americano (Dustin Hoffman) e sua esposa (Susan George) se mudam para uma cidadezinha no interior da Inglaterra. O conflito de classes e o preconceito mútuo – entre o intelectual americano e um grupo de ingleses pobres - é o estopim para uma tragédia local. Susan George protagoniza fatídica cena de estupro que causa controvérsia até hoje. Sensacionalista para uns, memorável para outros, mas sem dúvida ousada pelo comportamento ambivalente da vítima. A ostensiva questão sexual abordada causou reações de protesto em grupos feministas quando o filme estreou no início dos anos 70. O diretor Sam Packinpah, conhecido como o poeta da violência, faz de "Sob o Domínio de Medo" uma de suas obras inesquecíveis.
CURTA DE ABERTURA: “Fanta Valtson”, direção Filipe Sales. Uma fábula sobre a infância e a memória. Gravado em Araçoiaba da Serra-SP.






29/07

O BEBÊ DE ROSEMARY (Dir: Roman Polanski, 1968)

Clássico inquestionável do terror/suspense, dirigido pelo controverso e aclamado mundialmente Roman Polanski (O Pianista, Chinatown, Oliver Twist, entre tantos outros). Esta brilhante adaptação do best-seller de Ira Levin conta a história de um adorável casal novaiorquino que espera seu primeiro filho. Como a maioria das mulheres que são mães pela primeira vez, Rosemary (Mia Farrow) está confusa e receosa. Seu marido (John Cassavetes), um ambicioso mas mal sucedido ator, faz estranhos pactos pela promessa de vencer na carreira. Extraordinárias interpretações de todo o elenco de astros. Filme que marcou época e é até hoje referência no gênero.





No Cine Café você assiste filmes de um jeito diferente!

Mais do que exibir filmes raros, alternativos e de indiscutível valor para a história do cinema, o Cine Café é o espaço sorocabano para o encontro de cinéfilos, estudantes e apreciadores da sétima arte.